FTC Jequié realizou Congresso Regional de Saúde e Simpósio de Biomedicina

Criado em Segunda, 04 Dezembro 2017 14:39
Última atualização em Terça, 05 Dezembro 2017 21:40

O 1º Congresso Regional de Saúde “A Ciência por trás da Saúde” e 1º Simpósio de Biomedicina foram realizados pelo curso de Biomedicina da FTC Jequié no auditório do Grand Terrara Hotel com minicursos nas dependências da Instituição de Ensino.

O objetivo do evento foi levantar o debate sobre a melhoria da saúde da população por meio do desenvolvimento científico em diversas áreas como: Enfermagem, Farmácia, Medicina, Biomedicina e Biologia.

Os debates foram realizados por palestrantes locais e internacionais, como a Mestre e Doutora em Imunologia, Jamile Fernandes; o Biomédico e Neurocientista, Teddy Talbot; o Biomédico e Odontólogo, Gabriel Magalhães; a Farmacêutica e Bioquímica, Aline Silva Lima Matos; a Geneticista, Larissa Guimarães; o Neurofisiologista, Gesivaldo Santos;
as Odontólogas, Ivigna Ferraz Neves e Annie Duque; e o Biólogo e Geneticista, Ricardo Bonfim.

Na mesa-redonda sobre a atuação Multiprofissional na Saúde Pública, os debates foram conduzidos pela Enfermeira Esp. Kay Amparo, a Fisioterapeuta Msc. Paloma Andrade Pinheiro e pela Psicóloga Esp. Juliane do Santos Almeida.

Em sua palestra, a Dra. Jamile Fernandes (UFBA) destacou a esquistossomose como uma doença que afeta entre 2,5 a 6 milhões de pessoas no Brasil. “É uma doença negligenciada, não se fala tanto. Mas quando aparece na televisão, ainda impacta. É uma doença que afeta comunidades mais carentes. Por isso, a importância de estudar e falar da imunologia”, explica.

A importância da Psicobiologia na Biomedicina foi o tema abordado pelo Dr. Teddy. “O congresso de Biomedicina é essencial para tornar mais evidente a profissão no Sul e Sudeste da Bahia. Temos que evoluir e demonstrar para que viemos e para que serve a biomedicina”, destaca.

O Diagnóstico Molecular do Câncer foi a área defendida pelo Dr. Ricardo Bonfim. “É importante falar sobre Oncologia por não ser uma patologia desconhecida. É uma patologia real, do dia a dia. É importante passar o que há de novidades na área”.

Estudos imunológicos apontam para tratamentos mais eficazes contra a asma no futuro. Para Dra. Aline Silva Lima Matos, o desenvolvimento do conhecimento nesta área é fundamental para evitar os impactos da doença. “É importante saber o que já existe para saber o que temos disponível para prevenção da crise da asma, uma parada respiratória ou até mesmo uma morte”.

Dr. Gesivaldo Santos abordou sobre o tema dos poluentes domésticos. Para o neurofisiologista, esses poluentes estão associados ao desenvolvimento de doenças degenerativas e doenças da infância. “Temos muitas fontes de poluentes em casa e não sabemos”, alerta.

Genética e a Fisiopatologia do câncer foram discutidos pela Dra. Larissa Guimarães. Ela avalia como positiva a iniciativa de promover um espaço para o amplo debate em torno de diversas questões relacionadas à saúde: “De grande interesse e utilidade para os participantes esse Congresso e as palestras realizadas”.

Para o professor Roberto Barros, coordenador do curso de Biomedicina, o Congresso foi um momento de relevante importância na busca pela qualidade dos sistemas de saúde de Jequié e região. “É a oportunidade de inserir na cultura jequieense a visão da ciência e, principalmente, possibilitar aos estudantes, professores e comunidade científica de Jequié, um intercâmbio cultural e científico com outros pesquisadores, em uma verdadeira troca de informações e conhecimentos”, conclui.

Rede FTC Todos os direitos reservados
.